Google anuncia core update maior e mais complexo que os anteriores e nova política de spam

O core update de março de 2024 traz mudanças relacionadas à qualidade da pesquisa do Google, incluindo novas políticas de spam

Nesta terça-feira (5), o Google anunciou o core update de março de 2024. O objetivo principal é melhorar a qualidade geral dos resultados da pesquisa do Google. O buscador anunciou também mudanças em suas políticas de spam.

O objetivo geral das atualizações é “mostrar menos conteúdo que parece ser feito para atrair cliques e mais conteúdo que as pessoas acham útil”. 

O Google publicou um blog post (em inglês) para esclarecer as principais dúvidas de criadores de conteúdo e profissionais de SEO sobre as atualizações. 

Veja abaixo as principais mudanças:

O que é o core update de março de 2024?

Esta atualização é considerada maior e mais complexa do que os core updates anteriores. Segundo o Google, “marca a evolução de como identificamos a utilidade do conteúdo”. A proposta da big tech é melhorar a classificação de conteúdos. 

Esta é uma mudança completa na forma como o Google avalia conteúdos. Não haverá mais um único sinal ou sistema utilizado para avaliar se um conteúdo é útil ou não. Até então isso era feito através do sistema de conteúdo útil, mas agora haverá diferentes sinais e mais de um sistema.

A implementação deve levar até um mês para ficar pronta. O Google alerta que, no período, haverá maior flutuação no posicionamento de sites na pesquisa orgânica, mais do que em core updates anteriores. Isso ocorre porque diferentes sistemas estão em atualização e “conversando” entre si.

O Google explica que quem posta conteúdo útil não precisa tomar nenhuma ação específica em preparação para o update. A recomendação segue a mesma: criar sempre conteúdo feito para pessoas, não para ranquear no Google. 

Menos conteúdo de baixa qualidade na pesquisa orgânica

O core update de março representa uma mudança total na forma como o Google avalia a qualidade e relevância de conteúdos na pesquisa orgânica. 

Elizabeth Tucker, diretora da área de produto do Google, explica que a atualização “ajudará a entender se uma página é inútil, oferece má experiência de visitante, ou se foi criada para atender um mecanismo de busca. Isso inclui sites criados para atender a buscas altamente específicas”.

A expectativa é reduzir conteúdo irrelevante e não-original na pesquisa orgânica em até 40%.

Como o Google entende conteúdo útil?

Junto com o anúncio da atualização, o Google publicou uma página de perguntas frequentes sobre conteúdo útil. Os objetivos são esclarecer como o buscador avalia se um conteúdo é útil e o que fazer se um conteúdo do seu site for marcado como irrelevante.

Os principais insights são:

  • O Google não tem mais um sistema único para analisar se um conteúdo é útil ou não. Esta atualização introduz diferentes sinais e sistemas;
  • Todo conteúdo de um site deve ser útil, preciso e focado em pessoas;
  • Há sinais e sistemas que avaliam as páginas individualmente e há sinais que avaliam o site como um todo;
  • Ter muitas páginas marcadas como irrelevantes pode derrubar a visibilidade de todo o site na pesquisa orgânica;
  • Remover conteúdo considerado inútil pode contribuir para outras páginas do site performarem melhor;
  • Depois de fazer alguma mudança de conteúdo, não é necessário esperar novos updates do Google para ver melhoras no posicionamento de sites na pesquisa orgânica; 
  • O Google avalia constantemente o resultado das páginas. Se notar melhorias significativas, a performance tende a melhorar. 

Quais são as novas políticas de spam do Google?

O Google divulgou também atualizações em suas políticas como spam. Agora, há novos itens na lista de más práticas: abuso de domínios expirados, abuso de conteúdo em escala e abuso de reputação de site. 

Quem faz isso está sujeito a não aparecer na pesquisa orgânica ou receber ações manuais

Veja detalhes sobre os novos itens da política de spam do Google:

Abuso de domínio expirado

É quando alguém compra um domínio expirado e o reaproveita para postar conteúdo de baixo valor

O Google considera que a pessoa está tentando “surfar” na autoridade anterior do domínio para manipular a pesquisa orgânica.

O exemplo que aparece na documentação do Google é comprar um domínio expirado na área médica e usá-lo para postar conteúdo de baixo valor sobre cassinos.

Não é considerado spam comprar um domínio antigo e usá-lo para publicar conteúdo de valor. 

Abuso de conteúdo escalável

É a criação de páginas de conteúdo não-original em larga escala. Estas páginas proporcionam pouco valor e têm como objetivo principal manipular os resultados da pesquisa orgânica.

Não importa se essas páginas são criadas por humanos, de forma automática, ou uma combinação de ambos. Se o conteúdo for irrelevante, será considerado spam. 

O Google também esclarece se isto representa uma mudança na forma como a empresa enxerga conteúdo criado com Inteligência Artificial:

“Nosso posicionamento de longo prazo é que usar automação, inclusive IA generativa, é spam se o foco principal for manipular resultados da pesquisa orgânica. Esta atualização segue o mesmo princípio das anteriores. Ela foi expandida para abordar formas mais sofisticadas de criação de páginas em larga escala, onde não é sempre claro se o conteúdo de baixa qualidade foi criado totalmente de forma automatizada”.

O Google acrescenta também que “produzir conteúdo em escala é abusivo se feito com o propósito de manipular a pesquisa orgânica e isso se aplica independente se automações ou seres humanos estão envolvidos”. 

Abuso de reputação de site

Se refere a sites que publicam conteúdos de baixo valor produzidos por terceiros, especialmente quando o dono do site tem pouco ou nenhum envolvimento na pauta.

O Google considera que esta estratégia é uma manipulação da pesquisa orgânica, acrescenta pouco valor aos visitantes e pode confundir os leitores.

A página de políticas de spam do Google (em inglês) traz alguns exemplos de abuso de reputação de sites, como:

  • Um site de reviews de filmes sobre tópicos não-relacionados ao tema principal (como “melhores formas de comprar seguidores em redes sociais”);
  • Um site de esportes que tem uma página escrita por terceiros sobre “reviews de suplementos de academia”, onde a equipe do site tem pouco envolvimento na criação do conteúdo;

Esse tipo de conteúdo deve ser bloqueado da pesquisa orgânica

Quando o conteúdo não tem objetivo de manipular resultados de busca, nem confunde os leitores, não é considerado spam. Um exemplo deste tipo são os “advertoriais”. É quando um site ou empresa publica posts de publicidade para algum produto. Geralmente não confundem os visitantes que acessam o texto diretamente ou chegam a ele pela pesquisa orgânica.

O Google afirma que esta mudança terá efeito a partir de 5 de maio de 2024. Donos de sites têm até lá para se preparar. 

Qual é o impacto das novas atualizações do Google?

De acordo com Rafael Simões, CEO da SEO Happy Hour, ainda é cedo para dizer qual é o impacto exato, mas este deve ser um dos maiores updates do Google. 

Se você produz conteúdo útil, não precisa se preocupar. O próprio Google afirma que esta é uma evolução do sistema de conteúdo útil lançado em 2022 e atualizado em 2023.

Se você investe em estratégias de criação de páginas em massa com Inteligência Artificial, ou não investe na qualidade do conteúdo de forma mais geral, os resultados tendem a cair – e sendo honestos, esperamos que isso aconteça. 

Somos contra esse tipo de estratégia e acreditamos que investir em conteúdo original e de qualidade vale a pena. No fim das contas, é o que te destaca no mercado. 

Para acompanhar estas e outras mudanças em SEO e na pesquisa do Google, fique atento à nossa newsletter e ao nosso podcast. Estamos planejando conteúdos detalhados sobre a atualização. Nos siga no LinkedIn para não perder nada!

Comentários

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *