Auditoria de conteúdo: o que é, importância e como fazer

Uma estratégia eficaz de marketing de conteúdo é fundamental para o sucesso de qualquer negócio online. No entanto, simplesmente criar e publicar conteúdo não é suficiente. É preciso garantir que esse conteúdo esteja alcançando seu potencial máximo e gerando os resultados desejados. É aí que entra a auditoria de conteúdo!

Neste blog post, vamos explorar o que é a auditoria de conteúdo, sua importância e como realizá-la de maneira eficiente. Você vai descobrir por que uma auditoria de conteúdo é essencial para otimizar sua estratégia de marketing de conteúdo, aprimorar a experiência do usuário e impulsionar o desempenho do seu site. Além disso, abordaremos as etapas e ferramentas necessárias para realizar uma auditoria de conteúdo abrangente e identificar oportunidades de melhoria.

Vamos mergulhar no mundo da auditoria de conteúdo e descobrir como essa prática pode impulsionar o sucesso da sua estratégia de marketing de conteúdo.

Bora?!

O que é uma auditoria de conteúdo?

A auditoria de conteúdo é o processo de avaliar o conteúdo atual de um site para descobrir o que está funcionando e o que não está. É uma análise sistemática e abrangente do conteúdo de um website, blog, mídia social ou qualquer outro canal digital. 

O objetivo principal é avaliar a qualidade, a relevância, a eficácia e a conformidade desse conteúdo com as metas e os objetivos estabelecidos pela organização.

Como funciona uma auditoria de conteúdo?

Uma auditoria de conteúdo é um processo abrangente que envolve a análise e avaliação do conteúdo existente em um site. Antes de iniciar a auditoria, é importante definir os objetivos e metas que você deseja alcançar com ela. 

Em seguida, serão coletados dados sobre o conteúdo existente, como URLs, títulos e descrições das páginas. Todas essas informações serão registradas na planilha de auditoria de conteúdo. O conteúdo coletado será analisado, com base em ortografia, tom de voz, SEO, legibilidade, entre outras métricas. Com base nessa análise, serão identificadas lacunas de conteúdo que podem ser exploradas.

Com as descobertas da auditoria, o ideal é criar um plano de ação com um conjunto de recomendações, estabelecendo prazos para a implementação. Após, a análise de dados deve continuar sendo feita, para que se possa medir o impacto da auditoria de conteúdo.

Por que fazer uma auditoria de conteúdo?

Fazer uma auditoria de conteúdo é fundamental para garantir a eficácia e o sucesso do seu site. Ela permite identificar lacunas, oportunidades de melhoria e alinhar o conteúdo com os objetivos do seu negócio. 

Uma auditoria de conteúdo ajuda a garantir que o seu conteúdo seja relevante, útil, bem otimizado para os mecanismos de busca, ofereça uma boa experiência ao usuário e esteja alinhado com a estratégia de marketing da sua empresa

Ao identificar e corrigir possíveis problemas, você pode melhorar a visibilidade do seu site nos mecanismos de busca, aumentar o engajamento dos usuários, gerar mais leads e, em última análise, alcançar melhores resultados para o seu negócio.

Como realizar uma auditoria de conteúdo em 6 etapas

A auditoria de conteúdo geralmente segue algumas etapas para realizar uma análise abrangente e sistemática. Aqui, sugerimo 6 etapas essenciais para você dar andamento na auditoria de conteúdo do seu cliente ou do seu negócio:

1. Estabeleça metas de negócios

As metas de negócio são os objetivos que você deseja cumprir em determinado período com a empresa. A ideia aqui é que você concentre os esforços da auditoria em conteúdos que possam te ajudar a cumprir esses objetivos.

Definir as metas de negócio para a auditoria de conteúdo no início do processo é essencial para garantir que todas as partes interessadas estejam alinhadas com o projeto. Isso também evita perder tempo com questões que não são relevantes ou prioritárias para o seu negócio. 

Por exemplo, se você tem uma loja online de artigos esportivos, pode ter como meta do negócio aumentar as vendas. Neste caso, você deve focar a auditoria de conteúdo para as páginas que geram mais leads e conversões.

2. Determine qual conteúdo auditar

Agora que as metas do negócio foram estabelecidas, é necessário identificar as páginas que serão analisadas para alcançar essas metas. No exemplo acima já adiantamos como isso funciona: trata-se de identificar quais são as páginas mais importantes para cumprir os objetivos estabelecidos. 

3. Definir os critérios e métricas de classificação a serem incluídos

Determine como cada URL/página será classificada e quais indicadores são relevantes. Considere três categorias principais para a auditoria de conteúdo: qualidade do conteúdo, elementos de SEO na página e métricas de análise e engajamento. 

Vamos compreender um pouco melhor cada uma dessas três categorias:

Qualidade do conteúdo:

A qualidade do conteúdo é um aspecto fundamental a ser avaliado na auditoria de conteúdo. Veja os pontos-chave relacionados à esta categoria: 

  • Utilidade do conteúdo: o conteúdo deve ser útil para o público-alvo, abordando as necessidades, dúvidas e interesses dos usuários. Além disso, precisa fornecer informações relevantes e soluções para os problemas. Na auditoria de conteúdo, verifique se o conteúdo está alinhado com as expectativas e necessidades do público-alvo;
  • Profundidade do conteúdo: o conteúdo deve fornecer informações abrangentes e de valor. Isso envolve a exploração detalhada de um tópico, fornecendo insights, análises e exemplos relevantes. Na auditoria, analise se o conteúdo aborda adequadamente o tópico em questão e se oferece informações de qualidade;
  • EEAT: a qualidade do conteúdo também está relacionada à Experiência, Especialização, Autoridade e Confiança (significado da sigla E-E-A-T) transmitidas. É importante que o conteúdo seja escrito por especialistas no assunto, que demonstre autoridade na área e que seja confiável em termos de fontes e informações apresentadas;
  • CTAs: na auditoria de conteúdo avalie também a presença e a eficácia dos CTAs (Chamadas para Ação). CTAs são elementos que incentivam os usuários a realizar ações específicas, como clicar em um botão, preencher um formulário ou realizar uma compra;
  • Qualidade de escrita: a escrita de qualidade é essencial para transmitir informações de forma clara, concisa e envolvente. Verifique a qualidade da escrita dos conteúdos do site, incluindo a correção gramatical, ortográfica e a fluidez do texto. A escrita deve ser adaptada ao público-alvo, evitando jargões excessivos e garantindo que a mensagem seja comunicada de forma eficaz;
  • Imagens e Vídeo: conteúdo visual, como imagens e vídeos, também é um elemento importante na qualidade do conteúdo. Avalie se as imagens e vídeos utilizados são relevantes, de alta qualidade, atraentes e contribuem para a compreensão e a experiência do usuário. Além disso, verifique se há uma boa relação entre o conteúdo textual e visual, proporcionando um equilíbrio adequado.

Elementos de SEO na página (SEO on page):

Na auditoria de conteúdo, os elementos de SEO na página (SEO on page) desempenham um papel importante na otimização do conteúdo para mecanismos de busca. Saiba como analisar cada um desses elementos a seguir:

  • cabeçalho <h1>: o cabeçalho <h1> é o elemento de maior importância na página. Ele deve ser usado para indicar o principal título ou objetivo da página. Na auditoria de conteúdo, veja se o cabeçalho <h1> está otimizado com palavras-chave relevantes e se reflete com precisão o conteúdo da página;
  • subtítulos <h2> – <h6>: os subtítulos, representados pelas tags <h2> a <h6>, são usados para dividir o conteúdo em seções e subseções. Eles fornecem uma estrutura hierárquica para o conteúdo e ajudam os mecanismos de busca a entender a organização do texto. Na auditoria, verifique se os subtítulos estão sendo utilizados corretamente, se estão otimizados com palavras-chave relevantes e se contribuem para a compreensão do conteúdo;
  • Tag de título: a tag de título (ou title) é um elemento HTML que define o título da página exibido nos resultados de pesquisa. É um fator importante para o SEO, pois é um dos primeiros elementos que os usuários veem quando encontram sua página nos resultados de pesquisa. Verifique se a tag de título está otimizada nas páginas auditadas, com as palavras-chave relevantes, sendo descritiva e atraente;
  • Meta Descrição: a meta descrição (ou meta description) é um resumo conciso do conteúdo da página que aparece nos resultados de pesquisa. Embora não seja um fator direto de classificação, a meta descrição deve ser bem escrita e relevante, pois pode influenciar a taxa de cliques (CTR) da página nos resultados de pesquisa. Na auditoria de conteúdo, certifique-se de que as meta descrições estejam otimizadas, com palavras-chave relevantes, sendo informativas e persuasivas.

Métricas analíticas e de engajamento:

Acompanhar métricas/indicadores é essencial para entender como o seu conteúdo está sendo recebido e consumido pelo público. Quais métricas você vai analisar dependerá dos objetivos do seu negócio e dos conteúdos que você irá auditar. Vamos conhecer as principais métricas que podem fazer parte da sua auditoria de conteúdo:

  • Visualizações de página: indica o número total de vezes que uma página foi visualizada. Essa métrica indica o alcance do conteúdo e o interesse do público em acessar e consumir o material;
  • Visitas únicas: número de sessões individuais em que os usuários acessaram uma página específica. Isso ajuda a identificar o número de pessoas distintas que estão interagindo com o conteúdo;
  • Entradas: refere-se ao número de vezes que os usuários iniciaram sua interação com o conteúdo em uma página específica. Isso pode incluir cliques em links internos ou acessos diretos à página;
  • Taxa de saída: representa a porcentagem de usuários que deixam o site após acessar uma determinada página. Uma taxa de saída alta pode indicar que o conteúdo não está satisfazendo as expectativas dos usuários ou que existem problemas de usabilidade no site;
  • Taxa de rejeição: indica a porcentagem de usuários que acessaram uma página e saíram do site sem interagir com outras páginas. Uma taxa de rejeição alta pode indicar que o conteúdo não é relevante ou não atende às necessidades dos usuários;
  • Tempo médio: quantidade média de tempo que os usuários passam em uma página específica. Essa métrica pode ajudar a avaliar o nível de engajamento e interesse do público no conteúdo;
  • Cliques: indica o número de vezes que os usuários clicaram em um link para acessar uma página específica. Essa métrica pode ser útil para entender o tráfego gerado por outras fontes, como mecanismos de busca ou mídias sociais;
  • Impressões: número de vezes que uma página foi exibida nos resultados de pesquisa ou em outros contextos, como em feeds de mídia social. Isso ajuda a medir a visibilidade do conteúdo;
  • Taxa de cliques (CTR): indica a porcentagem de impressões que resultaram em cliques para acessar uma página. Uma taxa de cliques alta pode indicar que o título e a descrição do conteúdo são atrativos para os usuários nos resultados de pesquisa, por exemplo;
  • Posição média: é a posição média de uma página nos resultados de pesquisa para determinadas consultas. Isso pode ajudar a avaliar a visibilidade e o desempenho do conteúdo nos mecanismos de busca;
  • Principais palavras-chave por tráfego: identifica as palavras-chave que geram a maior quantidade de tráfego para suas páginas. Isso pode ajudar a entender quais termos são relevantes e a direcionar esforços de otimização de conteúdo;
  • Volume de palavras-chave: é a quantidade média de pesquisas mensais para um determinado termo. Essa métrica ajuda a avaliar o potencial de tráfego e o interesse do público em relação a determinadas palavras-chave;
  • Número de palavras-chave orgânicas: é o número de palavras-chave pelas quais suas páginas são encontradas nos mecanismos de busca de forma orgânica, ou seja, sem anúncios pagos. Mostra a visibilidade do conteúdo nos resultados de pesquisa;
  • Número de domínios de referência: indica quantos sites diferentes têm links que apontam para suas páginas. Um maior número de domínios de referência pode indicar um maior reconhecimento e autoridade do conteúdo;
  • Estágio do Funil: refere-se ao estágio em que os usuários se encontram no processo de compra ou conversão. Isso pode incluir estágios como consciência, consideração ou ação. Avaliar o conteúdo em relação aos estágios do funil ajuda a direcionar a estratégia e a personalização para atender às necessidades dos usuários;
  • Teste de compatibilidade móvel: é fundamental que o conteúdo seja compatível e ofereça uma boa experiência para os usuários móveis. Um teste de compatibilidade móvel pode identificar problemas e fornecer insights sobre como otimizar o conteúdo para dispositivos móveis.

4. Extrair dados usando ferramentas

Ferramentas como Google Analytics, Google Search Console, Ahrefs e SEMrush podem e devem ser usadas na sua estratégia, já que elas ajudam a coletar dados e indicadores necessários para avaliar cada página. Elas desempenham um papel fundamental na auditoria de conteúdo, fornecendo insights valiosos para medir o desempenho, a visibilidade e a otimização do conteúdo. 

Google Analytics

O Google Analytics é uma ferramenta gratuita, que fornece uma ampla gama de métricas analíticas, incluindo visualizações de página, visitas únicas, taxa de rejeição, tempo médio no site, conversões e muito mais. 

Ele ajuda a entender como as pessoas estão interagindo com seu conteúdo, identificar páginas de alto desempenho e aquelas que precisam de melhorias. Além disso, pode ser usado para segmentar o público-alvo, analisar o tráfego de referência e monitorar o desempenho das campanhas de marketing.

Google Search Console

No Google Search Console, que também é gratuito, você pode obter informações sobre a visibilidade e o desempenho do seu conteúdo nos resultados de pesquisa do Google. 

Ele mostra as impressões, cliques, taxa de cliques, posição média e principais palavras-chave de uma pesquisa. Essas informações ajudam a identificar as consultas de pesquisa pelas quais seu conteúdo é encontrado, oportunidades de otimização de palavras-chave e problemas técnicos que podem afetar a classificação e a visibilidade do seu conteúdo nos mecanismos de busca.

Ahrefs

O Ahrefs é uma ferramenta paga que realiza a análise de SEO e fornece dados detalhados sobre backlinks, palavras-chave, tráfego orgânico e competidores.

Com o Ahrefs, você pode verificar os backlinks para suas páginas, identificar oportunidades de link building, analisar a autoridade do domínio e monitorar as métricas de tráfego orgânico. Além disso, a ferramenta permite realizar pesquisas de palavras-chave, analisar a concorrência e obter insights sobre o desempenho do conteúdo em relação a outras páginas e sites.

SEMrush

O SEMrush é uma ferramenta abrangente de marketing digital que oferece funções como análises de palavras-chave, acompanhamento do posicionamento nos mecanismos de busca, análise do tráfego orgânico, monitoramento dos concorrentes e muito mais. No entanto, é preciso pagar um plano para utilizar o SEMrush.

5. Preencha a planilha de inventário e avalie o conteúdo

Uma planilha de inventário na auditoria de conteúdo é uma ferramenta que ajuda a organizar e documentar as informações relevantes sobre o conteúdo existente em um site ou plataforma digital. A planilha é projetada para capturar dados importantes relacionados a cada página, como título, URL, metadados, status, análise de desempenho, otimização e muito mais. 

No final deste artigo, você consegue baixar uma planilha gratuita para usar na sua auditoria de conteúdo.

6. Analise as descobertas e priorize as próximas etapas

Reúna as principais descobertas da auditoria de conteúdo e priorize as recomendações. Classifique cada recomendação de acordo com sua prioridade e nível de dificuldade, levando em consideração as metas empresariais e os recursos disponíveis. Isso ajudará a focar nas ações que terão o maior impacto com o menor esforço.

Com que frequência a auditoria de conteúdo deve ser feita?

A frequência da auditoria de conteúdo pode variar dependendo de vários fatores, como o tamanho e a complexidade do site, a quantidade de conteúdo publicado regularmente e as metas e objetivos da estratégia de conteúdo. No entanto, em geral, recomenda-se realizar uma auditoria de conteúdo pelo menos uma vez por ano.

Uma auditoria anual permite uma revisão abrangente do conteúdo existente, identificação de problemas, avaliação do desempenho e implementação de melhorias. Isso ajuda a garantir que o conteúdo esteja atualizado, relevante, otimizado e alinhado com as metas de negócios e as necessidades do público-alvo.

Além disso, também é recomendado realizar auditorias de conteúdo em momentos estratégicos, como durante grandes atualizações do site, lançamento de novos produtos ou serviços, mudanças significativas na estratégia de marketing ou quando houver queda significativa no tráfego ou engajamento.

Quais são os benefícios da auditoria de conteúdo para o seu site?

A auditoria de conteúdo oferece uma série de benefícios para o seu site. Confira a seguir:

  • Identificação de lacunas e oportunidades: a auditoria de conteúdo permite identificar lacunas na sua estratégia de conteúdo, como tópicos ou assuntos que não estão sendo abordados adequadamente. Também ajuda a identificar oportunidades de expandir o conteúdo existente;
  • Melhoria da qualidade do conteúdo: ao avaliar o conteúdo existente, você pode identificar peças que precisam ser atualizadas, aprimoradas ou otimizadas. Isso inclui melhorar a qualidade da escrita, garantir que o conteúdo seja útil, relevante e envolvente, e ajustar a formatação para facilitar a leitura e a compreensão;
  • Otimização para SEO: a auditoria de conteúdo ajuda a avaliar a otimização do seu conteúdo para os mecanismos de busca. Você pode identificar palavras-chave relevantes e estratégias de SEO para cada página, revisar os dados estruturados e a estrutura das URLs, otimizar os elementos de cabeçalho e fazer melhorias técnicas que possam aumentar a visibilidade do seu conteúdo nos resultados de pesquisa;
  • Aumento do tráfego orgânico: com a otimização adequada do conteúdo, você pode melhorar a classificação nas páginas de resultados dos mecanismos de busca (SERPs) e atrair mais tráfego orgânico. Ao alinhar seu conteúdo com as palavras-chave relevantes e as necessidades dos usuários, você aumenta as chances de ser encontrado pelos motores de busca e atrair um público qualificado;
  • Melhoria da experiência do usuário: a auditoria de conteúdo permite avaliar a experiência do usuário em seu site, explorando a análise da navegação, da estrutura de links internos, da facilidade de localização do conteúdo, da usabilidade em dispositivos móveis e da velocidade de carregamento das páginas. Melhorar a experiência do usuário pode levar a um aumento do engajamento, menor taxa de rejeição e maior tempo gasto no site;
  • Alinhamento com as metas e objetivos: a auditoria de conteúdo ajuda a garantir que seu conteúdo esteja alinhado com as metas e objetivos do seu site e do negócio. Você irá, por exemplo, avaliar se o conteúdo está atingindo o público-alvo certo, fornecendo valor e suporte para a jornada do cliente e contribuindo para os objetivos de conversão e retenção;
  • Acompanhamento do desempenho e ROI: ao analisar métricas de desempenho, você pode avaliar o impacto do seu conteúdo e acompanhar o retorno sobre o investimento (ROI). Isso inclui monitorar métricas como visualizações de página, tempo médio no site, conversões, taxas de rejeição etc. A partir desses dados, você pode tomar decisões informadas sobre o direcionamento de recursos e ajustar sua estratégia de conteúdo para obter melhores resultados.

Como medir o sucesso de uma auditoria de conteúdo?

Não existe um único resultado que comprove o sucesso de uma auditoria de conteúdo. Ou seja, não tem jeito, tem que colocar a mão na massa e analisar as métricas que podem dizer qual está sendo o impacto do seu conteúdo! 

Por isso é tão importante documentar todo esse processo em uma planilha de inventário, para que você consiga acompanhar facilmente o antes e depois da implementação da auditoria. 

Confira a seguir uma lista das principais métricas/ações que podem te ajudar a avaliar o sucesso de uma auditoria de conteúdo

  1. Métricas de desempenho do conteúdo: analise as métricas relacionadas ao desempenho do seu conteúdo, como visualizações de página, tempo médio no site, taxa de rejeição, taxa de conversão, compartilhamentos, entre outros. Se houver melhorias nessas métricas após a implementação das recomendações da auditoria, isso indica um impacto positivo na experiência do usuário e no envolvimento com o conteúdo;
  2. Posicionamento nos mecanismos de busca: acompanhe as mudanças no posicionamento do seu conteúdo nos mecanismos de busca. Se as alterações implementadas com base nas recomendações da auditoria levarem a uma melhora na classificação e visibilidade nas páginas de resultados dos mecanismos de busca, isso é um indicador positivo de sucesso;
  3. Tráfego orgânico: monitore o tráfego orgânico para as páginas de conteúdo que foram otimizadas ou atualizadas com base nas descobertas da auditoria. Se você observar um aumento no tráfego orgânico para essas páginas, isso pode ser considerado um resultado positivo também;
  4. Taxa de rejeição e tempo médio na página: essas métricas estão relacionadas à experiência do usuário e ao envolvimento com o conteúdo. Se a taxa de rejeição diminuir e o tempo médio na página aumentar após a auditoria, isso indica que o conteúdo está se tornando mais relevante e atraente para os visitantes;
  5. Metas e conversões: avalie se as metas estabelecidas para o conteúdo, como preenchimento de formulários e vendas, estão sendo alcançadas. Se as melhorias implementadas após a auditoria contribuírem para o aumento das conversões e atingimento das metas, isso é um sinal positivo;
  6. Feedback dos usuários: colete feedback dos usuários sobre o conteúdo após a auditoria. Isso pode ser feito por meio de pesquisas, comentários, avaliações ou interações nas redes sociais. Se os usuários estiverem respondendo positivamente ao conteúdo, considerando-o útil, valioso e relevante, isso indica que a auditoria teve um impacto positivo na percepção e satisfação dos usuários;
  7. Alinhamento com as metas estratégicas: avalie se as ações tomadas com base na auditoria estão alinhadas com as metas e objetivos estratégicos da sua empresa. Se as melhorias implementadas estiverem direcionadas para o cumprimento dessas metas e gerando resultados positivos, isso indica um sucesso na auditoria de conteúdo.

Modelo de auditoria de conteúdo gratuito

Com certeza, agora você já sabe quais são os diversos benefícios da auditoria de conteúdo e como ela pode te ajudar a atingir metas do negócio. Portanto, é hora de colocar a mão na massa! Siga as 6 etapas para concluir uma auditoria de conteúdo de sucesso e use nossa planilha gratuita para registrar seu progresso.

Como a SEO Happy Hour pode ajudar na auditoria de conteúdo do seu site?

A equipe da SEO Happy Hour tem o conhecimento técnico essencial para ajudar a equipe da sua empresa a realizar uma excelente auditoria de conteúdo. Além de auxiliar em todo o processo necessário de revisão do site, também contribuímos com insights de conteúdo para que o seu site consiga chegar no seu cliente ideal. Conte com a gente! 

E se você tem mais dúvidas sobre esse assunto, ou sobre outras áreas de SEO, é só mandar pra gente para o e-mail [email protected] — estamos selecionando diversas dúvidas da nossa comunidade para responder no Podcast SEO Happy Hour, que lança novos episódios toda segunda-feira. Já está disponível para ouvir no Spotify, Apple Podcast e Google Podcast

  • Rafael Simões

    Rafael Simões

    CEO da SEO Happy Hour e especialista com mais de 13 anos de experiência em SEO. Ajudo empresas a aumentarem seu tráfego, vendas e leads com estratégias de SEO e CRO.

Comentários

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *