SEO copywriting: o que é, importância e como se tornar um

Ainda há certa controvérsia no mercado de trabalho sobre o significado do termo copywriter aqui no Brasil. Alguns dizem que é a mesma coisa que redator, só que em inglês. 

Porém, ao analisar as vagas de trabalho para copywriters, vemos que há uma exigência de que este profissional trabalhe com gatilhos de vendas — técnicas usadas para estimular ações de compra por parte dos consumidores. Por isso é comum que os copywriters trabalhem criando conteúdos para campanhas de mídia paga ou outros tipos de anúncios. 

Sabemos que o mercado de mídia paga exige um budget alto e contínuo para gerar resultados. Além disso, notícias como a de que o Google aumentou o preço dos anúncios sem avisar aos anunciantes, fazem com que as empresas fiquem em dúvida sobre o real retorno de uma campanha paga. 

Uma solução para isso? A união das técnicas de copywriting com as técnicas de SEO, produzindo um conteúdo com foco em converter os leitores. Para saber mais sobre isso, confira o artigo a seguir!

O que é SEO Copywriting?

SEO copywriting é a prática de criar conteúdo de alta qualidade, que atrai tanto os mecanismos de busca, quanto as pessoas. 

O objetivo é produzir conteúdo que gere uma boa classificação nos resultados de busca do Google e, ao mesmo tempo, seja atraente e valioso para as pessoas, incentivando-as a ler, compartilhar e realizar ações comerciais, como efetuar uma compra ou preencher um formulário. 

Como SEO e Copywriting se unem?

Ao combinar esses dois aspectos — SEO e copywriting — é possível alcançar resultados notáveis. Um conteúdo bem otimizado e cativante pode gerar um alto volume de tráfego qualificado, ou seja, pessoas que estão genuinamente interessadas no que o site tem a oferecer. 

Esse tráfego qualificado pode impulsionar o crescimento do negócio, aumentando a visibilidade da marca, gerando leads e contribuindo para o aumento das vendas ou conversões.

Como é o trabalho de um SEO Copywriter?

O trabalho de um SEO copywriter envolve a criação de conteúdo otimizado para os mecanismos de busca e que seja atraente para os leitores. Ele irá desenvolver conteúdos não só de topo e meio de funil, mas também conteúdos de fundo de funil, com foco na conversão dos leads. 

Para não ficar com dúvidas, vale lembrar que o funil de marketing é processo pelo qual os potenciais clientes passam, desde o conhecimento inicial de um produto ou serviço até a decisão de compra. Ele é dividido em três partes:

  • Topo de Funil (ToFu): Nesta fase, os consumidores estão no início do processo e estão buscando informações sobre um problema ou necessidade. O conteúdo é educacional e visa conscientizar e atrair o público para o tópico.
  • Meio de Funil (MoFu): Aqui, os consumidores estão considerando soluções para seus problemas. O conteúdo é mais específico e ajuda a educar os leads sobre as opções disponíveis, muitas vezes destacando as vantagens do produto ou serviço da empresa.
  • Fundo de Funil (BoFu): Esta é a fase em que os consumidores estão próximos da decisão de compra. O conteúdo se concentra em converter leads em clientes, fornecendo informações detalhadas sobre o produto, depoimentos, garantias e incentivos para a ação, como ofertas especiais.

Ou seja, este profissional desempenha um papel crucial na estratégia de marketing digital de uma empresa. Isso porque ele combina habilidades de redação criativa, conteúdo com foco em conversão e conhecimento em SEO para melhorar a visibilidade de um site nos resultados de pesquisa. 

O que faz um Copywriter no Marketing digital?

No marketing digital, o copywriter desempenha um papel fundamental na criação de conteúdo persuasivo e atraente que visa envolver e convencer o público-alvo a tomar medidas desejadas. Suas responsabilidades incluem:

  • Redação de conteúdo: o copywriter escreve textos para diversos canais digitais, como sites, blogs, redes sociais, e-mails, anúncios e outros materiais de marketing.
  • Compreensão do público-alvo: ele pesquisa e entende o público-alvo para criar mensagens e conteúdo que ressoem com suas necessidades, desejos e problemas.
  • Utilização de técnicas convincentes: o copywriter utiliza técnicas persuasivas, como storytelling, gatilhos emocionais e apelo às necessidades do cliente, para influenciar positivamente a ação do público;
  • SEO: em muitos casos, o copywriter integra palavras-chave relevantes e práticas de SEO para otimizar o conteúdo e melhorar a classificação nos mecanismos de busca;
  • Criação de títulos e chamadas para ação: desenvolve títulos cativantes e chamadas para ação (call to action) persuasivas que incentivam o público a clicar, ler, interagir ou converter;
  • Adaptação a diferentes canais: ajusta o tom, o estilo e o formato de redação para se adequar a diferentes canais e plataformas de marketing;
  • Colaboração com designers e especialistas em marketing: trabalha em equipe com designers e profissionais de marketing para criar campanhas eficazes e coesas;
  • Mantém a identidade de marca: é importante que o copywriter mantenha a voz e o estilo da marca em todo o conteúdo, mantendo a consistência e a identidade da marca;
  • Acompanhamento de tendências: o copywriter deve estar atualizado com as tendências de marketing digital, mudanças nos algoritmos de busca e evolução do comportamento do consumidor.

Em resumo, este profissional desempenha um papel fundamental na criação de conteúdo persuasivo que ajuda a alcançar os objetivos de marketing digital, como aumentar o tráfego, envolver o público e gerar conversões. Sua habilidade em contar histórias convincentes e comunicar eficazmente é essencial para o sucesso das estratégias de marketing online.

Qual é a importância do SEO para copywriters?

O SEO tem um papel significativo para os copywriters e é fundamental para o sucesso do conteúdo digital. Você já deve saber disso, mas não custa explicar: SEO é uma estratégia de otimização de conteúdo para mecanismos de busca, como o Google. Compreender e utilizar o SEO é essencial para que os conteúdos criados pelos copywriters sejam corretamente lidos, indexados e bem classificados pelos buscadores , como o Google.

Normalmente, a gente define SEO como uma forma de fazer com que seu site apareça nos 10 primeiros resultados do Google, ou na primeira página de resultados. Porém, quando a estratégia é bem feita, os resultados vão além de só ter uma boa classificação. E um bom copywriter sabe identificar isso!

Quando as boas práticas de SEO são aplicadas no site e nos conteúdos, é possível alcançar aumento do tráfego orgânico, público-alvo qualificado e um conteúdo que se destaque em relação aos concorrentes. 

Quais são os fatores de ranqueamento que copywriters precisam conhecer?

Os copywriters precisam compreender vários fatores de ranqueamento que afetam o desempenho do conteúdo nos mecanismos de busca. Confira a seguir:

1. Palavras-chave

As palavras-chave são termos ou frases que as pessoas digitam em mecanismos de busca. Os copywriters precisam identificar palavras-chave relevantes para o conteúdo que estão criando e usá-las de forma estratégica no texto.

1.1 Tipos de palavras-chave

Existem três principais tipos de palavras-chave: 

  • Head tail keywords: também conhecidas como palavras-chave de cauda curta, são geralmente compostas por uma ou duas palavras e têm um alto volume de pesquisa. Exemplos: “sapatos”, “roupas” ou “viagens”. São muito competitivas e difíceis de classificar. Além disso, nesses casos a intenção de busca é mais ampla e mais difícil de converter.
  • Long tail keywords: palavras-chave de cauda longa ou long tail keywords são frases de três a quatro palavras ou mais que são mais específicas e direcionadas. Exemplo: “restaurante vegano em Curitiba” ou “férias na praia no Rio de Janeiro”. Essas palavras-chave têm um volume de pesquisa menor, mas são menos competitivas e têm uma probabilidade maior de converter em vendas ou ações.
  • Middle tail keywords: são palavras-chave que se situam entre as head e as long tails, tendo um volume e competitividade intermediários. Essas palavras-chave podem incluir frases de duas a três palavras e geralmente são mais específicas do que as head keywords, mas menos específicas do que as long tails. Exemplos podem incluir “restaurantes em Curitiba” ou “destinos de férias na praia”.

1.2 Uso semântico e intenção de busca

Além de incluir palavras-chave, os copywriters devem entender a intenção por trás das consultas de pesquisa. Isso envolve criar conteúdo que responda às perguntas e às necessidades das pessoas.

2. Meta Tags

É importante que os copywriters saibam utilizar as meta tags corretamente. As meta tags são elementos HTML que fornecem informações sobre uma página para mecanismos de busca. 

2.1 Meta description

A meta description (descrição da página) é uma meta tag que fornece uma breve descrição do conteúdo da página. Ela é frequentemente exibida nos resultados de pesquisa, logo abaixo do título. Embora não tenha um impacto direto no ranking, uma descrição bem escrita e relevante pode influenciar as pessoas a clicarem no link.

resultado de pesquisa para uma busca no google sobre "o que é literatura". No resultado, o site exibe uma meta descrição que dá um breve resumo sobre o assunto discutido na página.

2.2 Title tag

A meta tag do título (title tag) é uma tag HTML que define o título de uma página. Ela não é visível no corpo do conteúdo da página, mas é exibida na barra de título do navegador e nos resultados de pesquisa. O título é um dos elementos mais importantes para o SEO, pois é um fator de ranqueamento, ajuda a descrever o conteúdo da página e também pode influenciar a decisão de clicar no link nos resultados de pesquisa.

2.3 Heading tags

As heading tags (tags de cabeçalho) são tags HTML usadas para estruturar e organizar o conteúdo em uma página da web. Elas vão de H1 (a mais importante) a H6 (a menos importante) e são usadas para criar hierarquias de títulos e subtítulos em uma página. As heading tags são visíveis no conteúdo da página e têm um impacto direto na usabilidade e acessibilidade, pois ajudam os leitores a entender a estrutura e a importância relativa do conteúdo.

3. Originalidade do conteúdo

O conteúdo original é valorizado pelos mecanismos de busca. De maneira alguma um copywriter pode copiar um conteúdo, mesmo que você dê crédito (você pode usar trechos e referenciar, mas tudo deve ser feito com muita parcimônia).  Criar um conteúdo único e de alta qualidade é essencial para que ele seja bem ranqueado no Google e outros mecanismos de busca.

3.1 CTA

Um CTA é uma instrução que incentiva o leitor a realizar uma ação específica, como clicar em um botão, preencher um formulário ou comprar um produto. CTAs eficazes podem aumentar as conversões, o que é importante para o SEO.

3.2 Linkagem

A estrutura de links internos e externos é importante. Os copywriters devem criar links internos para conectar páginas relacionadas no site e links externos para fontes confiáveis e relevantes. Isso ajuda a melhorar a navegabilidade e a autoridade da página.

Lembre-se que, apesar dos links serem importantes, já faz algum tempo que eles não são mais os principais sinais de classificação do Google. E quem disse isso foram os próprios colaboradores da empresa. Falamos sobre o assunto na nossa newsletter e no podcast.

Como é possível que os textos influenciem um posicionamento?

Os textos podem influenciar o posicionamento nos mecanismos de busca de diversas maneiras. Palavras-chave bem escolhidas e relevantes, a qualidade e a originalidade do conteúdo, sua organização e estrutura, além de links internos e externos a fontes confiáveis, tudo isso desempenha um papel importante na otimização de mecanismos de busca. 

Além disso, a capacidade do conteúdo de responder a perguntas das pessoas, manter visitantes envolvidos e ser compartilhado nas redes sociais pode melhorar ainda mais o posicionamento. Assim, os textos não só atraem leitores, mas também são um fator crítico na visibilidade e no sucesso de um site nos resultados de pesquisa.

Como funciona o storytelling para conquistar a audiência do Google?

O storytelling é uma estratégia eficaz para conquistar a audiência do Google, uma vez que envolve a criação de histórias envolventes que não apenas atraem leitores, mas também mantém sua atenção. Isso pode ser aplicado de várias maneiras:

Storytelling na estrutura do conteúdo

A estrutura de um conteúdo é fundamental para manter os leitores engajados e também para atrair a atenção do Google. O uso de storytelling na estrutura significa criar uma narrativa coesa e envolvente ao longo do conteúdo

Isso pode ser feito pela organização do conteúdo de forma lógica, com uma introdução que estabeleça um problema ou cenário, desenvolvimento que forneça informações ou contexto e uma conclusão que resolva ou ofereça soluções para o problema. Essa estrutura narrativa ajuda a manter os leitores interessados e também facilita a compreensão do Google sobre o conteúdo.

Storytelling como o conteúdo em si

Além da estrutura, o conteúdo em si pode ser construído em torno de uma história ou narrativa. Isso envolve a incorporação de exemplos, casos de estudo ou histórias reais que ilustrem os pontos-chave do conteúdo

Por exemplo, ao criar um artigo sobre “como economizar para a aposentadoria”, o copywriter pode incluir histórias de pessoas reais que alcançaram o sucesso nesse aspecto, tornando o conteúdo mais envolvente e inspirador para os leitores. O Google valoriza conteúdo que oferece valor e envolve as pessoas, e o storytelling pode ser uma maneira eficaz de fazer isso.

Storytelling como exemplos no conteúdo

Além de histórias completas, o storytelling pode ser aplicado por meio de exemplos e metáforas que tornam o conteúdo mais acessível e envolvente

Os exemplos ajudam a ilustrar conceitos abstratos, tornando-os mais compreensíveis para os leitores. Por exemplo, em um artigo sobre “como funciona o algoritmo de mecanismos de busca”, o copywriter pode usar a metáfora de uma biblioteca para explicar como o Google organiza e classifica as informações na web. 

Essa abordagem torna o conteúdo mais atraente e fácil de assimilar, tanto para leitores quanto para o Google.

Como se tornar um SEO copywriter?

Para se tornar um SEO copywriter bom de verdade, você precisa desenvolver habilidades específicas e obter conhecimentos relevantes. Confira os 5 passos para se tornar um profissional do ramo:

Passo 1. Obtenha uma certificação

Embora não seja estritamente necessário, a obtenção de certificações em marketing digital, SEO e redação pode ajudar a validar suas habilidades e conhecimentos perante os empregadores ou clientes. Existem várias opções, como certificações do Google, cursos online e programas de treinamento.

Passo 2. Ganhe experiência escrevendo conteúdo amigável para SEO

A prática é fundamental! Comece escrevendo conteúdo otimizado para SEO em seu blog pessoal, em sites de amostras ou em projetos freelance. A experiência é a melhor maneira de aprimorar suas habilidades.

Passo 3. Entenda como usar as ferramentas de pesquisa de palavras-chave

Dominar ferramentas de pesquisa de palavras-chave, como o Google Keyword Planner, Ahrefs, SEMrush, ou Moz Keyword Explorer, é crucial para identificar palavras-chave relevantes para seus projetos. Aprenda a realizar pesquisas de palavras-chave, avaliar a concorrência e escolher termos estratégicos.

Passo 4. Desenvolva habilidades interpessoais

A comunicação eficaz com colegas, clientes e especialistas em SEO é importante. Trabalhar em equipe e compreender as metas de marketing é essencial para o sucesso como um SEO copywriter.

Passo 5. Mantenha-se atualizado sobre as tendências do setor

O campo do marketing digital e do SEO está em constante evolução. Leia blogs, participe de webinars e conferências, e acompanhe as últimas tendências e atualizações de algoritmos dos mecanismos de busca.

No podcast da SEO Happy Hour e na nossa newsletter, sempre abordamos as principais notícias de SEO e também dicas que podem elevar seu conhecimento na área. Essa é uma ótima (e gratuita!) forma de se atualizar.

Quais são os principais erros para evitar no SEO copywriting?

Toda profissão tem seu “jeitinho”, aquela maneira não convencional de tentar chegar a um resultado almejado. Com o SEO não é diferente, mas essas práticas podem prejudicar ainda mais sua estratégia. Confira os principais erros a se evitar no SEO copywriting: 

Black Hat SEO

O Black Hat SEO é um conjunto de técnicas que buscam manipular os resultados dos mecanismos de busca de maneira antiética, violando diretrizes e políticas estabelecidas pelos motores de busca, como o Google. Técnicas de Black Hat SEO podem resultar em penalidades dos motores de busca e prejudicar a reputação de um site. 

Palavra-chave stuffing

Encher o conteúdo com palavras-chave de forma excessiva e não natural é outra prática prejudicial. Isso não apenas torna o conteúdo de baixa qualidade para os leitores, como também pode ser penalizado pelos mecanismos de busca. As palavras-chave devem ser usadas de maneira estratégica e contextual, de modo a parecerem naturais e proporcionarem valor ao leitor.

Ignorar o público-alvo

Focar apenas na otimização para mecanismos de busca, ignorando as necessidades e interesses do público-alvo, é um erro comum. O conteúdo deve ser escrito com o leitor em mente, fornecendo informações relevantes e úteis. Ignorar o público-alvo pode resultar em alta taxa de rejeição e falta de engajamento.

Ignorar a qualidade do conteúdo

Produzir conteúdo de baixa qualidade é um erro grave. O Google e outros motores de busca valorizam conteúdo útil, bem pesquisado e bem escrito. A falta de qualidade no conteúdo pode prejudicar a classificação e a credibilidade do site.

Conteúdo gerado por IA

Conteúdo gerado por IA pode ter impactos positivos ou negativos no SEO. Se o conteúdo for preciso, relevante, bem formatado e otimizado com palavras-chave apropriadas, ele pode beneficiar sua classificação nos mecanismos de busca. No entanto, se for de baixa qualidade, duplicado ou não relevante, pode prejudicar seu SEO. 

Por isso é essencial revisar e ajustar os conteúdos gerados por IA. Assim você garante que o texto contribua de maneira positiva para a experiência do usuário e o desempenho do SEO. Combinar a automação da IA com a revisão humana pode ser uma estratégia eficaz para alcançar um equilíbrio entre eficiência e qualidade.

Conclusão

Bom, deu para perceber que o SEO e o Copywriting podem beneficiar muito um site ou empresa quando trabalhados juntos. Para quem deseja contratar um profissional nessa área ou introduzir a prática no negócio, é extremamente importante apostar no conhecimento da equipe. 

Nem todo redator vai entender de técnicas de copy. E nem todo copywriter vai saber aplicar as boas práticas de SEO. E pode ser mais difícil achar um profissional que realmente tenha habilidades nas duas áreas. Por isso, o ideal é investir em consultorias que possam auxiliar sua equipe. Aqui na SEO Happy Hour você conta com uma consultoria completa de SEO que pode dar todo o auxílio necessário para que sua equipe de redatores e copywriters conquistem os objetivos traçados. Confira mais informações sobre nosso serviço, como valores e abrangência no nosso formulário de contato.

  • Rafael Simões

    Rafael Simões

    CEO da SEO Happy Hour e especialista com mais de 13 anos de experiência em SEO. Ajudo empresas a aumentarem seu tráfego, vendas e leads com estratégias de SEO e CRO.

Comentários

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *