BLOG / SEO

Arquitetura de site: o que é, importância e dicas de SEO

A estrutura do site desempenha um papel fundamental em sua visibilidade e sucesso online. É como o esqueleto que sustenta todo o conteúdo e funcionalidade, proporcionando uma experiência de navegação coesa para os visitantes. 

Essa estrutura, conhecida como arquitetura de site, abrange desde a organização das páginas até a forma como os links são estabelecidos dentro do site. 

A importância da arquitetura do site vai além da estética e da usabilidade, também desempenhando um papel crucial na otimização para os mecanismos de busca. 

Neste texto, exploraremos o que é arquitetura de site, sua relevância para SEO,  compartilharemos dicas práticas para melhorar a estrutura do seu site e impulsionar sua visibilidade online.

O que é arquitetura de site?

A arquitetura de um site é a organização e estrutura das informações, páginas e elementos. É uma parte fundamental do processo de criação de um site, pois determina como os usuários irão navegar e interagir com o conteúdo.

Alguns elementos são definidos no momento da arquitetura, são eles: hierarquia das páginas, a categorização e organização dos conteúdos, a criação de menus de navegação, a criação de links internos e a definição de como as diferentes páginas e seções do site se relacionam entre si.

Qual é a importância da arquitetura do site para SEO?

A arquitetura do site desempenha um papel fundamental na otimização para mecanismos de busca (SEO). Uma estrutura de site bem planejada e organizada pode ter um impacto significativo na visibilidade e no desempenho do site nos resultados de pesquisa. Veja a seguir, em detalhes, como a arquitetura do site impacta em SEO: 

Melhora a capacidade de rastreamento e indexação

A arquitetura do site influencia a forma como os mecanismos de busca rastreiam e indexam as páginas do seu site. Quando a estrutura possui URLs amigáveis, uma hierarquia lógica de páginas e uma estrutura de links internos claros, o trabalho dos mecanismos de busca para navegar pelo seu site fica mais fácil. 

Isso ajuda a garantir que todas as páginas relevantes sejam rastreadas e indexadas, melhorando a visibilidade do seu site nos resultados de pesquisa.

Distribui a autoridade dos links (Link Equity)

O Link Equity refere-se à autoridade e relevância que uma página recebe por meio de links internos e externos. A arquitetura do site desempenha um papel importante na distribuição desse Link Equity. 

Uma estrutura de site bem projetada ajuda a direcionar e distribuir a autoridade da página de forma equilibrada, beneficiando todas as páginas importantes. Isso pode aumentar a classificação das páginas nos mecanismos de busca e melhorar a visibilidade geral do site.

Estabelece Autoridade Tópica

A arquitetura do site pode ajudar a estabelecer a autoridade tópica — credibilidade e expertise de um site ou de uma página em um determinado assunto ou tópico específico —, demonstrando claramente a relação entre diferentes páginas e seções. 

Uma estrutura organizada e coesa facilita aos mecanismos de busca entender a temática principal do seu site e como as diferentes páginas se conectam. Isso pode levar a uma melhor classificação nas pesquisas relacionadas ao seu nicho ou tópico específico, estabelecendo sua autoridade no assunto.

Ajuda a Gerar Sitelinks

Os Sitelinks são os links adicionais exibidos nos resultados de pesquisa do Google, abaixo do resultado principal. Eles oferecem aos usuários atalhos diretos para páginas internas relevantes. 

Se a arquitetura do site for bem estruturada e contar com uma navegação clara, a probabilidade de o Google gerar Sitelinks para o seu site é maior. Isso ajuda a melhorar a visibilidade nos resultados de pesquisa, aumentar a credibilidade e fornecer aos usuários acesso direto a páginas importantes do seu site.

Cria uma melhor experiência para o usuário

A arquitetura do site desempenha um papel crucial na experiência do usuário. Uma estrutura organizada e intuitiva facilita a navegação e a localização de informações para os visitantes do seu site. O resultado é uma experiência mais agradável e eficiente para os usuários, aumentando a probabilidade de eles permanecerem mais tempo, explorarem mais páginas e retornarem no futuro. 

Uma melhor experiência do usuário também é valorizada pelos mecanismos de busca, o que pode levar a uma classificação mais alta nos resultados de pesquisa.

Quais são os quatro pilares da arquitetura de informação?

Os quatro pilares da arquitetura de informação são os conceitos fundamentais: estrutura, wireframe, taxonomia e inventário de conteúdo. Saiba mais sobre cada um desses tópicos:

Estrutura hierárquica

A estrutura hierárquica é a organização das informações de um site em uma ordenação clara e lógica. Para isso, é preciso definir as categorias principais, subcategorias e páginas individuais, estabelecendo a relação e a ordem entre elas. A estrutura hierárquica facilita a navegação dos usuários e a compreensão do conteúdo do site.

Wireframe

Um wireframe é um esboço visual que representa a estrutura e o layout básico de uma página ou site. Ele representa a disposição dos elementos principais, como cabeçalho, menu de navegação, conteúdo principal e rodapé, sem se aprofundar em detalhes visuais. O wireframe auxilia na visualização e na compreensão da arquitetura de informação, permitindo ajustes e melhorias antes da implementação final do design.

Taxonomia

A taxonomia é o processo de classificar e categorizar as informações de um site de acordo com um sistema organizado. Ela envolve a criação de rótulos, termos e categorias consistentes e significativas que representem adequadamente o conteúdo do site. A taxonomia ajuda na organização e na encontrabilidade de informações, permitindo que os usuários encontrem o que procuram de forma eficiente.

Inventário de conteúdo

O inventário de conteúdo envolve a catalogação e a documentação detalhada de todo o conteúdo existente em um site: páginas, posts, imagens, vídeos e outros elementos de conteúdo. Ele fornece uma visão abrangente do que está presente no site, ajuda a identificar duplicidades, lacunas ou conteúdo desatualizado, e auxilia na organização e na estruturação do conteúdo de acordo com a arquitetura de informação planejada.

Como estruturar a arquitetura da informação no seu site com SEO?

A arquitetura de um site é como as informações são projetadas, estruturadas e interligadas em um portal. Essas informações precisam seguir uma hierarquia funcional, para que os mecanismos de busca e os visitantes consigam navegar pelo site facilmente.

1. Comece com o básico

Uma boa forma de começar a arquitetura de informação é criando 3 páginas que basicamente todo site tem:

  • Sobre: essa página é ideal para você contar a história do seu negócio. Aqui você pode incluir uma breve descrição sobre o seu propósito; uma foto da sua equipe; provas sociais, como reviews e depoimentos de clientes; localização do seu escritório;
  • Blog: no blog você pode explorar as palavras-chave que tenham a ver com sua empresa ou nicho, criando conteúdo informativo e atualizado que possa ajudar as pessoas a tomarem uma decisão;
  • Página de contato: nesta página você deve inserir o nome da empresa, o endereço, telefone, e-mail e demais formas de contato, como redes sociais.

Indique o objetivo, serviço ou produto principal do site

Defina claramente o objetivo do seu site e assegure que a arquitetura esteja alinhada a esse objetivo. Identifique o serviço ou produto principal que você oferece e garanta que ele esteja facilmente acessível na estrutura do site.

Esboce uma arquitetura de site simples

Crie um esboço simples e lógico para a estrutura do site, organizando as páginas de forma hierárquica. Isso vai ajudar os mecanismos de busca a entenderem a relação entre as diferentes páginas e também facilita a navegação dos visitantes.

Arquitetura plana versus arquitetura profunda

Considere se uma arquitetura plana (todas as páginas acessíveis em poucos cliques) ou uma arquitetura profunda (com várias camadas de subpáginas) é mais adequada para o seu site. A escolha depende do tamanho e da complexidade do seu conteúdo. Em geral, uma arquitetura plana é mais simples e ajuda os mecanismos de busca a indexarem suas páginas com mais facilidade.

Aprimore a pesquisa de palavras-chave

Realize uma pesquisa de palavras-chave relevantes para o seu negócio. Identifique os termos que as pessoas estão buscando relacionados ao seu nicho e incorpore-os em sua estrutura de site. Isso ajudará a direcionar o tráfego orgânico e melhorar a visibilidade nas pesquisas relevantes.

Inspire-se nos concorrentes

Analise a arquitetura de sites de concorrentes bem-sucedidos em seu setor. Observe como eles organizam suas páginas, quais categorias e subcategorias eles usam e como estão estruturadas. Isso pode fornecer insights valiosos e ajudá-lo a criar uma arquitetura eficaz para o seu próprio site.

2. Adicione esses elementos às páginas

Ao estruturar a arquitetura de informação do seu site para SEO, é importante adicionar os seguintes elementos às páginas:

Otimize os títulos de cada página e também as meta descrições

Inclua tags de título únicas e descritivas para cada página do seu site. Essas tags aparecem nos resultados de pesquisa e ajudam os mecanismos de busca e os usuários a entenderem o conteúdo da página. Além disso, crie meta descrições concisas e informativas, que incentivem os usuários a clicarem no seu link nos resultados de pesquisa.

Exemplo de um resultado do Google mostrando o Title "Molho Madeira Simples - Comidinhas do Chef" e a meta descrição "Passo a passo como fazer molho madeira simples tradicional, para acompanhar peixe, frango e carne! A verdadeira receita de molho madeira simples para carne." para uma pesquisa para o termo "como fazer molho madeira"

Use breadcrumbs

Os breadcrumbs são uma forma de navegação que mostra a localização do usuário dentro do site. 

Exemplo de breadcrumbs em uma página do site tudo gostoso que mostra a receita de molho madeira. O breadcrumbs mostra a seguinte hierarquia: TudoGostoso> Categorias>Receitas saladas, molhos e acompanhamentos>Receitas molhos>Molho madeira

Eles ajudam os usuários a entenderem sua posição em relação à hierarquia do site e facilitam a navegação para páginas anteriores. Os breadcrumbs também são úteis para os mecanismos de busca, que podem usá-los para entender a estrutura do seu site.

Use URLs amigáveis para SEO

Certifique-se de que as URLs das suas páginas sejam descritivas e amigáveis para SEO. Inclua palavras-chave relevantes e torne as URLs legíveis para os usuários. URLs claras e informativas podem melhorar a experiência do usuário e facilitar o entendimento dos mecanismos de busca sobre o conteúdo da página.

✔️ (correto) – seusite.com/molho-madeira-simples/

❌ (errado) – seusite.com/9fgle5/e?HXED=itj95225gjt44yjkm5&

Use um sumário

Em páginas mais extensas, como posts de blog ou páginas com muito conteúdo, é útil incluir um sumário no início. Isso permite aos usuários ter uma visão geral do conteúdo e navegar rapidamente para seções específicas. Além disso, os mecanismos de busca podem usar essas estruturas de sumário para entender a organização e a relevância do conteúdo.

Exemplo de um sumário para um post de blog. O tema do post é "Website Architecture" e o sumário é composto pelos seguintes assuntos "Website Architecture, Sitemaps, Crawl Budget, Page Speed and SEO, Robots.txt e Duplicate Content"

Use links internos

Incorpore links internos ao conteúdo do seu site, conectando páginas relacionadas entre si. Os links internos ajudam a estabelecer a estrutura do site, distribuir link equity (força dos links) e facilitar a navegação dos visitantes. Além disso, eles permitem que os mecanismos de busca descubram e indexem mais facilmente outras páginas do seu site.

Use links relacionados

Ao final de cada página, inclua uma seção de “links relacionados” que direcionem os visitantes para conteúdos relevantes dentro do seu site. Esses links podem aumentar o tempo de permanência no site, quantidade de páginas visualizadas, melhorar a experiência do usuário e facilitar a descoberta de mais informações sobre um determinado tópico.

Use a biografia do autor

Se você possui um blog ou conteúdo escrito por autores individuais, é útil incluir uma biografia do autor ao final de cada post. Isso fornece informações sobre o autor, sua expertise e credibilidade, o que pode ser relevante para os usuários e para os mecanismos de busca ao avaliarem a qualidade do conteúdo.

Exemplo de biografia do autor no site Search Engine Journal. Na biografia há o nome do autor do texto e um pequeno resumo sobre ele, podendo clicar em um link para ler a biografia completa.

3. Extraia o máximo das otimizações técnicas

Para aproveitar ao máximo as otimizações técnicas na arquitetura do seu site para SEO, considere as seguintes práticas:

Use HTTPS em todo o site

Utilize o protocolo HTTPS em todas as páginas do site. Isso proporciona uma conexão segura e criptografada, transmitindo confiança aos usuários e sendo um fator de classificação positivo e indispensável para os mecanismos de busca.

Adicione um arquivo sitemap.xml e envie-o ao Google Search Console

Crie um arquivo sitemap.xml, que liste todas as páginas do seu site, facilitando a indexação pelos mecanismos de busca. Envie o arquivo sitemap.xml ao Google Search Console para notificar os mecanismos de busca sobre a estrutura do seu site e também adicione sua url no arquivo robots.txt.

Adicione um arquivo robots.txt

Utilize um arquivo robots.txt para controlar o acesso dos mecanismos de busca às diferentes seções/páginas do seu site. Isso permite especificar quais páginas devem ou não ser rastreadas. Um arquivo robots.txt bem configurado evita a indexação de conteúdo indesejado e melhora a eficiência do rastreamento pelos mecanismos de busca.

Use tag <a> para os links internos e externos e âncoras com palavras-chave

Ao criar links, utilize a tag HTML <a> para garantir que os mecanismos de busca identifiquem corretamente os links e também utilize palavras-chave no anchor text (ou texto âncora) que é o texto clicável que aparece no hiperlink. Isso ajuda a direcionar o tráfego,  a distribuir o valor dos links internamente e também fornece maior contexto sobre como as diferentes páginas estão relacionadas umas às outras. No entanto, tenha cuidado ao usar links excessivos ou de baixa qualidade, pois isso pode afetar negativamente a experiência do usuário e a classificação nos mecanismos de busca.

Torne a arquitetura do site compatível com dispositivos móveis usando um design responsivo

Certifique-se de que seu site seja responsivo e tenha um design adaptável a diferentes dispositivos móveis. Isso garante uma experiência de usuário consistente e agradável em smartphones e tablets, o que é fundamental, uma vez que os mecanismos de busca valorizam a compatibilidade móvel e oferecem uma classificação melhor para sites que a possuem.

Use tags canônicas

Quando houver conteúdo duplicado ou similar em diferentes URLs, utilize a tag canônica para indicar a versão preferencial para os mecanismos de busca. Isso ajuda a evitar problemas de conteúdo duplicado e a direcionar a relevância para a página correta, melhorando a classificação e a indexação nas pesquisas.

Use dados estruturados

Implemente dados estruturados em seu site, seguindo as diretrizes do schema.org. Isso ajuda os mecanismos de busca a entenderem melhor o conteúdo da sua página e a exibi-lo de maneira mais rica nos resultados de pesquisa, como rich snippets, carrosséis, breadcrumbs e painéis de conhecimento, o que pode melhorar a visibilidade, a atratividade do seu site nos resultados de pesquisa e consequentemente em suas métricas de visibilidade e cliques orgânicos (CTR, por exemplo).

Faça a auditoria da estrutura do site (otimizações on-page)

Realize auditorias regulares na estrutura do seu site para identificar problemas técnicos, como links quebrados, páginas com tempo de carregamento lento ou URLs mal otimizadas. Isso ajuda a garantir que seu site esteja funcionando corretamente, oferecendo uma boa experiência do usuário e maximizando a eficiência para os mecanismos de busca.

9 dicas sobre SEO para arquitetura de site

Confira algumas dicas que podem te ajudar a ter uma arquitetura de site otimizada:

  • Certifique-se de que todas as páginas sejam acessíveis por meio de, pelo menos, um link interno. É fundamental garantir que todas as páginas do seu site sejam acessíveis por meio de links internos, pois isso ajuda os mecanismos de busca a rastrear e indexar todas as páginas do seu site, melhorando a visibilidade nos resultados de pesquisa.
  • Verifique se páginas estão localizadas a até três cliques de distância da página inicial. Essa é uma boa prática porque facilita a navegação para quem visita o site e também para os mecanismos de busca, ajudando-os a encontrar rapidamente o conteúdo relevante, urls profundas (mais de três cliques de distância, tendem a ter uma menor performance orgânica).
  • Utilize ferramentas que possam fornecer uma visualização clara da arquitetura do site. Ferramentas de visualização de arquitetura, como mapas do site ou diagramas, podem ajudar a ter uma visão clara da estrutura do seu site. Isso auxilia na identificação de possíveis problemas e deficiências na organização do conteúdo.
  • Realize uma análise abrangente para identificar problemas ou deficiências na estrutura do projeto, como páginas órfãs, links quebrados ou redirecionamentos incorretos. Corrigir esses problemas melhora a experiência do usuário e a indexação pelos mecanismos de busca.
  • Busque corrigir problemas estruturais, como aprimorar a hierarquia de links, criar uma estrutura de URL amigável e otimizar a navegação interna do site. Uma arquitetura de site bem estruturada facilita a compreensão do seu conteúdo pelos mecanismos de busca e melhora a usabilidade para os usuários.
  • Revise o conteúdo do site para garantir que esteja otimizado para os mecanismos de busca, incluindo a utilização de palavras-chave relevantes, meta tags otimizadas, adequadas e URLs descritivas.
  • Monitore regularmente o desempenho do site, por meio de ferramentas de análise, para identificar possíveis problemas e oportunidades de melhoria. Utilize ferramentas de análise, como o Google Analytics e Google Search Console, que permitem identificar possíveis problemas técnicos de rastreabilidade, indexação, medir o tráfego e analisar o comportamento dos usuários, fornecendo insights para melhorias contínuas.
  • Lembre-se de que o processo de otimização para os mecanismos de busca pode levar tempo, portanto, seja paciente e aguarde até que o Google reavalie suas páginas após as alterações realizadas. O SEO é um processo contínuo e os resultados podem demorar a aparecer. 

Modelos de arquitetura de sites para SEO

Existem diferentes modelos de arquitetura de sites que podem ser implementados levando em consideração as práticas de SEO. Confira alguns modelos comuns:

Arquitetura Linear

Nesse modelo, todas as páginas do site são acessíveis diretamente a partir da página inicial, sem camadas intermediárias. Isso significa que cada página está a apenas um clique de distância da página inicial, facilitando o acesso dos usuários e dos mecanismos de busca a todo o conteúdo do site.

Arquitetura de Árvore

Na arquitetura de árvore, as páginas são organizadas hierarquicamente em categorias e subcategorias. A página inicial é o nível superior, depois pelas categorias principais e, em seguida, pelas subcategorias. Esse modelo permite uma estrutura organizada e facilita a navegação dos usuários, pois eles podem clicar nas categorias relevantes para acessar o conteúdo desejado.

Arquitetura de Silo

A arquitetura de silo é uma estrutura em que o conteúdo é agrupado em “silos” temáticos. Cada silo abrange um tópico específico e contém páginas relacionadas a esse tópico. Dentro de cada silo, as páginas são interconectadas por links internos, fortalecendo a relevância e a autoridade do conteúdo dentro do mesmo silo.

Arquitetura de Hub e Spoke

Nesse modelo, a página inicial funciona como o “hub” central, conectando-se a várias páginas de conteúdo específico ou “spokes”. Cada “spoke” se concentra em um tópico ou categoria específica, e as páginas relacionadas a esse tópico são vinculadas a partir desse “spoke”. Isso cria uma estrutura organizada e facilita a navegação entre diferentes tópicos.

Arquitetura de Cluster

A arquitetura de cluster envolve a criação de grupos ou clusters de páginas relacionadas por tópicos ou temas semelhantes. Cada cluster tem uma página principal que é altamente otimizada e vinculada a outras páginas relacionadas dentro do mesmo cluster. Essa estrutura ajuda a fortalecer a relevância e a autoridade do conteúdo relacionado.

Conclusão

Uma arquitetura de site bem planejada e otimizada para SEO é essencial para alcançar o sucesso online. Ao seguir as práticas recomendadas de estruturação, você estará criando uma base sólida para a rastreabilidade e  a visibilidade do seu site pelos mecanismos de busca, aumentar o tráfego e proporcionar uma experiência positiva aos visitantes. 

No entanto, sabemos que implementar e aprimorar a arquitetura do site pode exigir conhecimento especializado e tempo dedicado. É aí que a SEO Happy Hour entra em cena! Temos um podcast e uma newsletter semanais que abordam diversos assuntos da área de SEO. Venha fazer parte da nossa comunidade e aprender mais sobre o assunto.

Além disso, a SEO Happy Hour pode auxiliar em diversos outros aspectos relacionados ao SEO, como pesquisa de palavras-chave, análise de concorrentes e implementação de estratégias de links internos.

Não deixe que a arquitetura do seu site seja um obstáculo para o sucesso! Conte com a experiência e conhecimento da SHH para orientá-lo em todos os aspectos e impulsionar sua presença na web. Entre em contato conosco hoje mesmo e veja como podemos ajudar a otimizar a arquitetura do seu site e alcançar resultados significativos em SEO.

  • Rafael Simões

    Rafael Simões

    CEO da SEO Happy Hour e especialista com mais de 13 anos de experiência em SEO. Ajudo empresas a aumentarem seu tráfego, vendas e leads com estratégias de SEO e CRO.

Comentários

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *