O que é SEO on-page e por que ele é importante?

SEO on-page são as otimizações feitas dentro das páginas de um site. O objetivo é melhorar o desempenho das páginas em mecanismos de buscas através de mudanças de conteúdo e estrutura. 

Elementos e práticas comuns de SEO on-page incluem:

  • Otimização de title e heading tags das páginas;
  • Edições nos textos das páginas;
  • Links internos;
  • Otimização de imagens e de textos alternativos;
  • Melhorias de experiência do visitante.

Estas ações tornam o site mais atrativo para visitantes e buscadores. O SEO on-page torna os conteúdos mais interessantes para visitantes e ajuda os buscadores a entenderem as conexões e a hierarquia entre as páginas. 

Tudo isso, por sua vez, aumenta as chances de se destacar na pesquisa orgânica.

Qual a importância do SEO on-page?

Se você quer aparecer no Google, precisa fazer SEO on-page. Se já aparece e quer continuar relevante, também.

Você não pode controlar os mecanismos de busca, mas existem uma série de variáveis que estão sob seu comando – e todas estão dentro da definição de conteúdo on-page.

Por exemplo: você não pode obrigar o Google a exibir as suas páginas, mas pode adicionar links internos relevantes para ajudá-lo a entender melhor o seu site.

Também não pode obrigar ninguém a ler o conteúdo. Mas, pode oferecer informações úteis, em textos bem escritos, para incentivar a leitura.

Fazer esse tipo de otimização também é relevante porque os buscadores estão sempre mudando. Eles atualizam seus algoritmos para melhorar os resultados de pesquisa e evitar manipulações. Se você não faz otimizações nas páginas, não acompanha o ritmo e fica para trás.

Qual é a diferença de SEO on-page e SEO off-page?

SEO on-page são todas as ações feitas dentro do site. São as melhorias de conteúdos, links internos, entre outras ações que mencionamos neste post. 

SEO off-page são as ações feitas fora do site, como:

  • Fazer posts em redes sociais com links para o seu site;
  • Fazer ações com influenciadores;
  • Seguir estratégias de marketing para gerar tráfego.

Ambas são importantes dentro de estratégias de SEO.

Além delas, também há o SEO técnico, que são otimizações na infraestrutura do site, com objetivos como melhorar carregamento das páginas ou facilitar rastreamento e indexação.

Como fazer SEO on-page?

Existem diferentes estratégias e ações de SEO on-page. Você deve levá-las em conta ao criar novas páginas e ao atualizar páginas que já estão publicadas. 

Boas formas de começar são:

  • Faça pesquisas de palavras-chave;
  • Responda à intenção de busca;
  • Use heading tags;
  • Use URLs curtas e descritivas;
  • Escreva boas meta descrições; 
  • Otimize as imagens do seu site;
  • Insira links;
  • Crie conteúdo original e fácil de ler;
  • Conheça os recursos adicionais da pesquisa do Google.

Veja abaixo como colocar em prática:

Faça pesquisas de palavra-chave

Palavras-chave são os termos que as pessoas pesquisam no Google.

Cada página deve ter uma palavra-chave principal. O objetivo das suas otimizações será fazer com que a página apareça em destaque quando esta palavra-chave for digitada no Google. No decorrer do texto, você usará palavras-chave secundárias, que são termos relacionados ao principal.

Com isso, você tem um alvo claro e pode criar conteúdo direcionado ao que as pessoas querem saber sobre determinado assunto. 

Recomendamos ler o guia de pesquisa de palavras-chave do blog da Seo Happy Hour antes de começar a sua.

Responda à intenção de busca

Intenção de busca é o objetivo pelo qual uma pessoa digita algo no Google. 

Por exemplo:

  • Se digita “comprar Playstation”, quer comprar algo;
  • Se digita “o que é SEO on-page”, está atrás de informações sobre algo;
  • Se digita “Netflix entrar”, quer apenas acessar o serviço.

Quando escolher uma palavra-chave, digite-a no Google em aba anônima e tente entender porque as pessoas a pesquisam. Leia os resultados de pesquisa e atente-se para:

  • O tipo de conteúdo que aparece: se é página de produto, landing page, vídeos, posts de blog, etc.;
  • O formato dos conteúdos: se é um tutorial, guia completo, post de notícia, ou vídeo de influenciador;
  • Qual é a abordagem dos conteúdos: se ensina “dicas fáceis”, se define um conceito, se são “as melhores opções para 2024”, entre outros.

A sua página deve sempre corresponder à intenção de busca. Lembre-se que o objetivo do Google é mostrar o que os visitantes querem ver. Se você não entregar, dificilmente as otimizações de SEO on-page trarão resultados. 

Use heading tags

Use heading tags em todos os títulos e subtítulos da sua página. São marcações HTML que indicam cabeçalhos ou títulos de seções e mantêm a página organizada. 

Siga o seguinte formato:

  • H1 para o título da página;
  • H2 para cada seção de conteúdo;
  • H3, H4, H5 e H6 para subtítulos dentro de cada seção.

As heading tags devem estar sempre em sequência, sem pular de H2 direto para H5, por exemplo. 

Use URLs curtas e descritivas

Prefira sempre URLs curtas e descritivas para as suas páginas. Quando possível, inclua a palavra-chave (mas sem forçar). Fica mais fácil ler e entender sobre o que a página se trata.

Um bom exemplo é a URL deste post: www.seohappyhour.com/glossario/seo-on-page. 

Já um exemplo ruim seria: ww.seohappyhour.com/artigos/cat-glossario/texto-19791-seo-on-page-visualizar-completo.

Escreva boas meta descrições

A meta descrição é uma tag que informa o conteúdo principal da página. O Google lê essa informação e a exibe nos resultados de busca. 

Sua descrição deve ter cerca de 120 caracteres, corresponder à intenção de busca da palavra-chave principal e descrever sobre o que a página se trata. Se você não fizer isso, o Google pode substituir sua meta descrição por um fragmento de texto da página, selecionado de forma automática. 

Otimize as imagens do seu site

As imagens do site impactam muito o desempenho na pesquisa orgânica. Elas podem ser indexadas no Google Imagens e, quando otimizadas, melhoram a experiência dos visitantes nas suas páginas.

As principais recomendações são:

  • Insira imagens leves, em formatos como webp ou jpeg, para melhorar o carregamento do site. Evite também imagens muito pesadas, que ultrapassem 100kb;
  • Use títulos descritivos, inserindo a palavra-chave quando possível. Por exemplo: tenis-nike-air.jpg ao invés de IMG_cod653521.jpg;
  • Adicione um texto alternativo que descreve corretamente a imagem. Esse texto é lido pelos mecanismos de busca e pelos leitores de tela usados por pessoas com deficiência visual.

Insira links

Os links ajudam os buscadores a entenderem como as páginas do seu site se relacionam. Também guiam a navegação dos visitantes, pois indicam páginas relacionadas mais facilmente. 

Perceba que, neste post, há diversos links para outras páginas do site da SEO Happy Hour. Eles aparecem de forma natural e oferecem conteúdo de valor para quem quer aprender sobre SEO on-page.  

Os links podem ser:

  • Internos: links para outras páginas do seu site;
  • Externos: links para outros sites. 

Crie conteúdo original e fácil de ler

Todas as suas páginas devem ter conteúdo útil, original, relevante e que atenda às necessidades do seu público-alvo. 

A frase a seguir virou uma espécie de “mantra” nas documentações do Google sobre produção de conteúdo: escreva pensando nas pessoas, não nos algoritmos. 

Quando você produz conteúdo considerado irrelevante, ele tende a não aparecer como resultado de pesquisa. E, quando copia conteúdo de outro portal (mesmo se editar e trocar as palavras por sinônimos), o Google pode te punir por considerar que você está fazendo spam.

Além de ter boas informações, seu conteúdo deve ser fácil de ler. Caso contrário, o visitante provavelmente deixará a página em poucos segundos para procurar outro site em que seja mais fácil encontrar o que ele quer.

Algumas práticas conhecidas de redação para SEO incluem:

  • Criar subtítulos organizados, com as informações mais importantes logo no início;
  • Escrever com linguagem direta e concisa, sem “encher linguiça”;
  • Usar negrito ao longo do texto para destacar as partes fundamentais do conteúdo;
  • Evitar jargões ou termos técnicos (e, quando eles forem realmente necessários, explicar o que significam);
  • Não inserir a palavra-chave em excesso e usá-la apenas de forma natural, sem forçar. 

Conheça os recursos adicionais da pesquisa do Google

O resultado de pesquisa “padrão” do Google é uma lista de sites. Mas, além deles, há recursos adicionais que melhoram a experiência do visitante e exibem informações mais detalhadas, como no caso abaixo:

Captura de tela de uma página de resultados de um motor de busca com a consulta "what is content pruning?" O foco principal é um trecho em destaque que define a poda de conteúdo: "O processo de Poda de Conteúdo envolve a remoção de conteúdo obsoleto e de baixo desempenho que está pesando em seu site. Ao se livrar desse peso morto, você está criando espaço para outro conteúdo, que tem potencial para florescer".
Exemplo de trecho em destaque na pesquisa do Google

Em alguns casos, é preciso implementar dados estruturados nas páginas para exibir informações destacadas. Em outros, é possível se destacar apenas com otimizações on-page, como:

  • As pessoas também perguntam: são perguntas relacionadas com cada palavra-chave; 
  • Trecho em destaque: é quando o Google exibe uma resposta direta a uma pergunta, diretamente na busca. Assim, o visitante não precisa clicar em nenhum site para receber a resposta.

Quando você consegue posicionar seu site nestas partes da pesquisa do Google, ganha novas oportunidades de gerar tráfego e negócios.